ANTES DA DIETA E DA ACADEMIA, PROCURE O PSICÓLOGO

GAZETA DO POVO | Comer é um ato mais emocional do que se imagina e o psicólogo tem um papel importante, ao lado do nutricionista, na vida saudável do paciente

Entender os motivos pelos quais você não consegue dizer ‘não‘ ao brigadeiro e foge da academia sempre que pode é tão importante quanto se inscrever no exercício do verão ou começar uma dieta detox que seca a barriga. Para fazer essa análise do seu comportamento, existe uma linha dentro da psicologia conhecida por nutrição comportamental, que faz uso de técnicas motivacionais e de adesão para que o paciente consiga manter a tão sonhada vida saudável.

“Por que é tão difícil aceitar a privação de alguns alimentos? Por que não conseguimos manter uma rotina? O trabalho do psicólogo é fundamental no início, logo que a pessoa decide mudar os hábitos, para motivar e educar as pessoas sobre essas mudanças na vida. Depois de um tempo, o trabalho muda para dar o suporte que a pessoa precisar e ajudá-la a manter os resultados obtidos”, explica Carolina Halperin, psicóloga cognitivo comportamental da clínica Wainer Psicologia Cognitiva, em Porto Alegre (RS).

O primeiro encontro com o psicólogo, que pode acontecer antes de qualquer tomada de decisão ou mesmo depois de o paciente começar a fazer exercícios e se alimentar melhor, é estruturada e focada no futuro. “Terapeuta e paciente estabelecem, juntos, quais serão as metas, o que o paciente deseja alcançar e trabalham com uma série de técnicas de motivação, de engajamento que ajudam a manter a dieta ou a rotina na academia”, afirma a psicóloga.

Dessas técnicas, Carolina cita a da balança, uma das mais comuns para ajudar na motivação do paciente. “Fazemos junto com o paciente uma balança de vantagens e desvantagens de fazer uma dieta, de começar um exercício físico. E as pessoas colocam no papel mesmo, no modo antigo. Ao ver a lista, conversar sobre aquilo, a pessoa passa a entender o que está por trás dessas escolhas”, explica.

Compartilhe leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *